Tupi Ibiapina
O amor é um só
Textos
Sentimento familiar
Irmãos,
O sentimento pessoal pode levar a harmonia interpessoal de modo fraternal.
Você consegue virar a condução da emoção no momento do agora e pode alterar o seu jeito de sentir a qualquer hora, pois é um ser humano que conduz o próprio amor.
Pode perceber a sensação no modo não ocioso, como ser livre para seguir um novo jeito de se amar e buscar a sua sintonia emocional.
Você pode encontrar a própria felicidade de um modo audacioso, como se perder na própria razão.
Então, pare e analise o instante! Procure conhecer qual é o valor da sua emoção no momento, pois essa é a forma ideal para o encontro da sua natureza pessoal.
Independente do seu ponto de vista, necessita do respeito mútuo. O afeto interpessoal deve existir na presença, mas jamais deve ser forçado ou imperialista.
Você é plural na sabedoria singular e possui a própria opinião, mas é semelhante no amor de Deus, meu irmão.
Faz parte um conjunto de única linhagem e possuí o próprio ambiente familiar, como a sua verdadeira linguagem.
Você pode ser empático uns com os outros e não ser o dono da verdade.
Irmão, tudo vira, quando o mundo gira! Sinta aquilo que deseja fazer por você e pelo irmão, seja lá como for, pode transferir o seu comportamento interior e gerar um caminho melhor para viver reciprocamente.
Entenda que o crescimento pessoal está ligado na sua própria determinação. É você quem possui o domínio da própria aliança e é capaz de criar um novo mundo com autonomia e segurança.
Possui um mundo espiritual dentro de você que:
- nunca fica vago e sempre lhe ampara a qualquer hora;
- sabe da sua verdadeira imagem e dá a força para amar;
- sente o seu momento e ora;
- quer sempre lhe guardar e lhe iluminar; e
- lhe conhece, como lhe acolhe a qualquer hora.
Tupi Ibiapina
Enviado por Tupi Ibiapina em 15/04/2021
Alterado em 15/04/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários